A Terre Treme
A Terre Treme
05-11-2021

No dia 5 de novembro, às 11h05, dá-se o exercício nacional de sensibilização para o risco sísmico. Neste seguimento, o município de Braga leva este exercício até às escolas para sensibilizar as camadas mais jovens para o risco da atividade sísmica. No dia em que ‘A Terra Treme’ por via de simulação, os vereadores Altino Bessa e Carla Sepúlveda estiveram a acompanhar o exercício nas EB 2/3 de Gualtar e Mosteiro e Cávado juntamente com a comunidade educativa.

Promovido pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e dinamizado pela Divisão Municipal de Proteção Civil, este projeto enquadra-se nos objetivos da Estratégia Internacional para a Redução de Catástrofes das Nações Unidas, no contexto da Educação para o Risco, apostando em materiais lúdicos e pedagógicos, que incentivem o conhecimento e a participação. Pretende-se a participação das escolas do concelho, pois as nossas crianças e jovens são importantes agentes de mudança, não só pela aquisição de competências que lhes permitam saber o que fazer e não fazer perante cada risco, mas como valiosos transmissores de uma cultura de prevenção à família e à comunidade onde vivem.

Altino Bessa – vereador da Proteção Civil – destaca a importância da prevenção para o risco. «É a partir da sensibilização de toda a comunidade que se cimenta a prática preventiva. A escola é, por si só, um espaço gerador de mudança e aprendizagem que permite disseminar boas práticas. A transmissão de conhecimento preventivo vai permitir que estes o difundam junto dos pares, dos grupos e da família, gerando uma maior circulação de informação e comunicação de boas práticas. A Proteção Civil tem uma dimensão bastante alargada de educação para a prevenção, sendo a escola o principal elo de ligação entre a passagem de informação e a mudança de comportamentos».

Por sua vez, Carla Sepúlveda – vereadora da Educação – enfatiza o papel estruturante e indispensável da comunidade educativa no fomento da cidadania. «Este é um exercício preventivo, mas também difusor de cidadania na medida em que educa para o cumprimento das normas em caso de emergência eminente».

‘A Terra Treme’ procura promover a discussão e a aprendizagem sobre como agir antes, durante e após um sismo. O exercício realiza-se pela quarta vez em Portugal e é inspirado no modelo norte-americano ShakeOut.

Atividades